Rádio Web MJ

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Secretaria de Saúde de Campo Alegre intensifica campanha de vacinação contra poliomielite

A Campanha Nacional de vacinação contra a poliomielite e de multivacinação teve início em Campo Alegre no último sábado dia 15, e segue até 31 de agosto, em todas as unidades básicas de saúde da cidade, povoados e Distrito de Luziápolis. Os pais que tem crianças com idade a partir de seis meses e menores de 5 anos em casa precisam ficar atentos e fazer sua parte.

A vacinação está sendo realizada também nas escolas e creches da rede municipal de ensino que atendem crianças dentro da faixa de idade de imunização.

Além das gotinhas contra a pólio, os pais podem checar se há algum atraso no calendário de vacinação dos filhos. De acordo com o Ministério da Saúde, as crianças devem recebem 11 vacinas ao longo dos primeiros quatro anos de vida, totalizando 25 doses, incluindo os reforços.

Enquanto a vacinação contra a poliomielite é voltada a crianças com idade a partir de seis meses e menores de 5 anos, a campanha multivacinal contempla todas as crianças com 5 anos incompletos. Para vacinar o filho, os pais devem procurar uma unidade básica de saúde e apresentar a carteira de vacinas da criança.

“Esse é um momento muito importante para a saúde das crianças. Não se trata apenas de cuidado com a pólio, mas também com várias doenças às quais as crianças,  estão suscetíveis. As nossas equipes estão orientadas a verificar a carteira de vacinação de cada uma que procurar nossas unidades. Caso uma vacina não tenha sido dada, os pais serão avisados e os filhos poderão ser imunizados”, destacou a coordenadora municipal de imunização Andreza Leão Matias.

Ainda de acordo com a coordenadora em três dias de Campanha já foram vacinadas 1.313 crianças onde a meta da Secretaria de Saúde é vacinar 3.800 crianças a ser vacinadas.

Erradicação da doença 

Este é o 36º ano de Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite e o 26º livre da doença no país. Em 1988, desde a realização da Assembleia Mundial da Saúde, houve uma redução da incidência mundial dessa doença em mais de 99% e o número de países onde a pólio é endêmica passou de 124 para três (Nigéria, Paquistão e Afeganistão).

No Brasil, foram notificados 2.564 casos de poliomielite em 1979 e 1.290 em 1980, quando se iniciaram as campanhas nacionais de vacinação. Em 1981, foram apenas 122 casos notificados. Em 1989, foram registrados os últimos casos no Brasil, mantendo-se com incidência zero desde aquele ano.

A doença

A poliomielite é uma doença altamente infecciosa provocada por um vírus, que afeta o sistema nervoso e pode provocar quadros de paralisia. Os sintomas iniciais são febre, cansaço, dor de cabeça, vômitos, rigidez no pescoço e dores nos braços e nas pernas. Indicadores apontam que uma em cada 200 pessoas infectadas pelo vírus apresenta paralisia irreversível, geralmente nas pernas.


Nenhum comentário: