Rádio Web MJ

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Representantes campo-alegrenses participaram da Reunião Ordinária Itinerante do Conselho Nacional de Educação

Com o objetivo de debater os rumos da educação básica e superior do país, o Conselho Nacional de Educação, realizou entre os dias 03 à 06 de agosto em Maceió, no Hotel Jatiúca, a reunião ordinária itinerante, sendo esta, a 4ª, realizada fora de Brasília. O evento contou com a participação de representantes dos Municípios alagoano, do Estado e do Governo Federal. 

Dentro dessa grandiosa discussão e muita ampliação no Conhecimento, o Conselho Municipal de Educação, representantes da SEMED, e do legislativo estiveram presentes, com o grande objetivo de contribuir um pouco mais com a educação de Campo Alegre.

Entre os presentes à solenidade, estava também o presidente do CNE, Gilberto Garcia. Em sua fala ele destacou a importância em estabelecer esse diálogo com os diversos atores neste processo, para que sejam identificados os desafios e trocar experiências, as quais serão levadas e discutidas no conselho, para promoção das políticas públicas. Paulo Gabriel Nacif, da secretaria Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI/MEC) representou o Ministro da Educação e a Ministra-chefe da Secretaria de Política e Promoção da Igualdade Racial da República, Nilma Lino. 

Da vasta programação, destacou-se a relevância nas discussões dos temas: Debate publico – um ano de PNE: Monitoramento, acompanhamento e avaliação. Perspectivas; onde o representante da SASE/MEC, Geraldo Grossi, enfatizou o disposto no art. 5º do PNE e que a Lei de Responsabilidade Educacional já encontra-se em discussão; A Formação de Professores e a Universalização da Educação Básica apresentada pelos os conselheiros Luiz Dourado e Antônio Caruso Ronca, discussão ampla que norteiam a real situação e o quão é difícil universalizar, enquanto não se implementar políticas públicas estruturantes, que sejam inseridos os vários atores envolvidos na política de estado e política de governo; quanto a construção do Sistema Nacional de Educação, é para envolver e regulamentar, O PNE; se não acontecer na prática o regime de colaboração, as bases não sairão dessa atual situação, pois devem ser construídas políticas públicas específicas para as especificidades apresentadas, porque a educação é ato político, não política partidária. 

As Metas 15, 16, 17,18 do PNE, foi o ápice de todas as discussões, como também a meta 19, onde o conselheiro assegura que a Gestão Democrática deve ser um exercício constante e não visto apenas como um princípio. 

"Não estamos vivendo em paraíso, vivemos em um país com manchas e o PNE fixa as metas, como elas vão ser executadas, esse é papel da SEMED, delineando os caminhos para atrair os alunos à escola e que os mesmos lá permaneçam", assegurou o Conselheiro Ronca. 

O CME de Campo Alegre, na pessoa de seu presidente o professor Lucas Rinaldo, agradece a gestora Pauline Pereira, pelo compromisso e por proporcionar estas oportunidades, visando qualificar mais ainda a educação de Campo Alegre; como também, a Dirigente Municipal, professora Josineide Granja, pelo incentivo e a preocupação em garantir aos órgãos colegiados, participação e nos fazer acreditar que uma educação igualitária para todos é possível, atendendo ao que é proposto na Legislação; pois mesmo estando em um cargo político, a secretária entende que é lá que se concretiza a política de gestão.


Nenhum comentário: