Rádio Web MJ

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Ciclistas de Campo Alegre participaram de ato pelo Fim da Violência Contra a Mulher

Visando chamar atenção da sociedade na luta pelo fim da Violência contra a Mulher, um grupo de ciclistas formado por homens e mulheres de Campo Alegre participou de um passeio ciclístico realizado na tarde desta segunda-feira 07. O passeio percorreu várias ruas de Campo Alegre em adesão a Campanha do Laço Branco, que visa conscientizar principalmente os homens sobre a não violência contra a Mulher. 

O ato faz parte da programação da Campanha Quem Ama Abraça, realizada em Campo alegre pelos 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher. 

Os ciclistas se concentraram em frente à Secretaria da Mulher e em seguida percorreram o Conjunto Eduardo José dos Santos, Conjunto Benedito de Lira, Povoado Belo Horizonte, Conjunto Olival Tenório, Conjunto Sebastião de Oliveira Gomes e ruas do centro da cidade.

A Campanha do Laço Branco, comemorando neste domingo 06 de dezembro é o Dia Nacional de mobilização dos homens pelo fim da violência contra a mulher e mostra que as mulheres não estão sozinhas na luta e que existem muitos homens que são absolutamente contrários a qualquer forma de violência contra elas.

O ato foi realizado pela Secretaria da Mulher e teve apoio da Guarda Municipal e outras secretarias.

A história da data e a Campanha

O dia 6 de dezembro é histórico para as mulheres, pois há 26 anos um jovem estudante de engenharia, Marc Lepine, em uma universidade da cidade de Montreal, no Canadá, assassinou 14 mulheres porque elas estariam 'invadindo' o universo masculino, ao estudarem engenharia. Depois do ato, ele se matou.

A tragédia ficou conhecida mundialmente como "Massacre de Montreal". A partir daí, um grupo de homens canadenses criou um movimento para mostrar que há homens que cometem crime contra mulheres, entretanto há outros homens que repudiam essa atitude.

A atitude pela paz ganhou o nome de "Campanha do Laço Branco - Homens pelo fim da violência contra a mulher".



Nenhum comentário: