Rádio Web MJ

segunda-feira, 30 de março de 2015

Campo Alegre e mais 13 cidades assinam plano para implantar coleta seletiva de lixo

Objetivo de consórcio é, futuramente, criar um aterro sanitário na região Sul

Quatorze municípios da região Sul de Alagoas assinaram, na manhã desta segunda-feira (30), adesão a um plano de coleta seletiva de resíduos sólidos. Quando a nova metodologia de recolhimento de lixo for implantada, mais de 500 mil habitantes dessa área do estado terão que mudar totalmente os hábitos. Ainda não há prazo definido para que a estratégia seja implantada efetivamente. Nos próximos meses, as cidades serão visitadas para iniciar o trabalho de educativo com a população.

A assinatura do plano aconteceu durante reunião com prefeitos e representantes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), ocorrida na sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), que tinha como objetivo discutir a implantação da coletiva seletiva de lixo nos municípios de Alagoas e a apresentação de um website especialmente desenvolvido para política de resíduos sólidos.

O plano de coleta seletiva abrange os municípios de Jequiá da Praia, Piaçabuçu, Feliz Deserto, Penedo, Porto Real do Colégio, São Brás, Igreja Nova, Boca da Mata, Campo Alegre, Teotônio Vilela, Junqueiro, São Miguel dos Campos, Coruripe e São Sebastião, integrantes do Consórcio Intermunicipal do Sul do Estado (Conisul).

Ainda nesta manhã, foram aprovados os primeiros passos de implantação, que é a inserção da disciplina de educação ambiental nas escolas, além da produção de peças publicitárias para divulgação, visando à conscientização dos habitantes dessas localidades. Mesmo que ainda não tenha uma previsão para implantar o novo método, as visitas às cidades começam no final de abril e os consórcios de resíduos sólidos querem trabalhar para que a coleta tenha início no segundo semestre deste ano.

O programa coleta seletiva municipal é um grande desafio para o estado e uma das prioridades da gestão porque envolve a educação ambiental. O programa traz em seu contexto uma nova forma de gestão dos resíduos sólidos para evitar o despejo de resíduos em locais inapropriados.

O propósito da coleta seletiva nos municípios é mudar a conduta da população em relação ao descarte de resíduos, proporcionando a diminuição da contaminação do ambiente e inserção dos catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis neste processo.

Os secretários municipais de Campo Alegre Leonardo Monteiro (Agricultura e Meio Ambiente), Francisco Joaquim (Indústria e Comércio) e José Antônio Ferreira (Administração), além da prefeita Pauline Pereira e as técnicas Simone Marques e Cristina Roberto participaram da assinatura.

Nenhum comentário: