Rádio Web MJ

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Estudantes de Luziápolis participam de projeto de restauração da mata ciliar do Rio Escorrega

Culminância do projeto aconteceu nesta quarta-feira com o plantio de várias mudas de árvores.

Nesta quarta-feira 1º de Julho, estudantes da rede Municipal de Ensino participaram do plantio de aproximadamente 500 mudas de árvores de várias espécies durante a culminância do projeto de recuperação da mata ciliar do Rio Escorrega no Distrito de Luziápolis.

O projeto denominado Amigos do Meio Ambiente - AMA, já existe a cerca de um ano, e nesse período os alunos que integram o projeto estavam empenhados na produção das mudas em um viveiro, onde houve a preocupação desde o plantio das sementes e acompanhamento das mudas até o momento do plantio na área de reflorestamento.

O projeto foi idealizado e é coordenado pelo professor Antonino Lopes dos Santos e conta com a participação de 44 alunos do Ensino Fundamental matriculados na Escola Municipal Pedro Oliveira Santos, onde o projeto vem sendo desenvolvido.

“Esse momento é a realização de um sonho, estávamos muitos ansiosos para esse dia, contribuir com o nosso planeta, e esse foi apenas o primeiro plantio de muitos que iremos realizar”, destacou o professor Antonino.

“Iniciativas como essas devem ser cada vez mais desenvolvidas e merecem todo o nosso apoio, a preocupação com a recuperação da nossa fauna e flora deve ser levada a sério por cada um de nós”, disse o secretário adjunto de educação professor Claudio da Costa.

Os secretários municipais Nicolas Pereira (Infrestrutura) e Leonardo Monteiro (Agricultura e Meio Ambiente), professores e alunos do projeto participaram do plantio.

Na ação foram plantadas espécies de árvores como, Jatobá, Pindaíba, Jenipapo, Pau Brasil, Arapiraca, Pitanga, Pata de vaca, entre outras.

O plantio de mais as árvores ajudam a Sustentar a vida na Terra, Conservar o solo e a água, Fornecer sombra, Absorver dióxido de carbono da atmosfera, Fornecer alimento e Fornecer uma fonte de madeira e de medicamentos.

De acordo com o coordenador o projeto conta com o apoio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Educação e a Secretaria Municipal de Transportes.



Nenhum comentário: