Rádio Web MJ

domingo, 1 de maio de 2016

Campo-alegrense Israel Souza se torna o primeiro Mestre em dança formado pela UFAL

O campo-alegrense Israel Souza alcançou mais um importante feito em sua vida pessoal e profissional, no ultimo dia 28 de abril de 2016, apresentou a dissertação de mestrado intitulada “Atuação do egresso da Licenciatura em Dança da Universidade Federal de Alagoas (UFAL)” orientado pela professora Drª Lucia Matos, através do PPG - Dança – UFBA, o primeiro programa de pós-graduação em Dança da América Latina.

Israel passou a ser o primeiro mestre em dança formado pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL), e orgulho para o município de Campo Alegre.

Palavras do mestre Israel Souza

Sai de casa muito cedo buscando um caminho que me fizesse acreditar que a vida pudesse ser mais do que a cidade em que nasci e cresci. Despi-me de todas as proteções físicas desde a presença da minha família até mesmo dos que me viram crescer e dos melhores e mais doces amigos. Sai com a esperança de descobrir que as estradas de minha caminhada fossem permeadas de grandes conquistas e flores. Pisei com força em cada chão a fim de descobrir suas texturas e cores. Escolhi as flores que me foram ofertadas com as mais diversas essências e as coloquei em jarros do coração. 

Nessa caminhada eu nunca deixei de olhar pra trás e lembrar, como se estivesse em frente a um espelho, das pessoas que compuseram as cores e a tela que estou me tornado agora. Não foi fácil deixar cada um de vocês e escolher carregá-los no meu coração! Não foi fácil decidir que eu gostaria de contribuir com todos vocês e compartilhar das conquistas e desse mundo que venho descortinando a cada passo. NÃO ESTAR PRESENTE FOI MINHA MAIS DIFÍCIL ESCOLHA, MAS NUNCA OS ESQUECI UM SEGUNDO.

Eu queria falar que dentre tantas inspirações uma das mais fortes e mais admiráveis “flores” da minha vida, a flor Francisca Alves Barbosa, minha avó, e a flor Angelina Alves de Souza, minha mãe, me ofertaram o legado de ser forte e ter a coragem dos nobres e sábios.

Eu preciso falar que minha totalidade está recheada de um bocado de cada um de vocês.

Não queria mensurar a importância ou citar nomes, é impossível que hoje me permita falar das flores, pois prefiro que cada uma delas saibam que no meu jardim fizeram morada e não estarão ausentes da minha eterna gratidão por um dia tê-las(los) conhecido.




Nenhum comentário: