Rádio Web MJ

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Campo Alegre se prepara para a realização da I Conferencia Municipal de Políticas para as Mulheres

O Município de Campo Alegre está nos preparativos para a realização da I Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres. Nesta terça-feira 01 de setembro foi realizada no prédio do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do distrito de Luziápolis, a primeira Pré-Conferência da Mulher, evento que contou com um grande público de Mulheres participativas, onde foram discutidas as políticas para as mulheres no âmbito municipal. 

A pré-conferência é um dos passos para os debates antes da realização da 1ª Conferência Municipal de políticas de Campo Alegre que será realizada no dia 22 de setembro.

O principal objetivo das pré-conferências é discutir, junto à comunidade, as prioridades locais para a formulação de políticas públicas direcionadas às mulheres e levantar propostas que deverão ser debatidas e aprovadas na I Conferência Municipal dos Direitos da Mulher.

"As pré-conferências visam garantir a participação feminina em todas as instâncias do município, debatendo vários temas de interesse das mulheres. E a gestão está aberta não só ao diálogo como também empenhada em garantir todos esses direitos”, destacou a secretária da Mulher Jane Meire Matias. 

Na próxima sexta-feira dia 04, será realizada mais uma pré-conferência, desta feita na no Centro Social de Campo Alegre – CESCA na sede do município.

A Conferência está sendo realizada através da parceria entre o Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres e da Secretaria municipal da Mulher Juventude e do Idoso.

A I Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres de Campo Alegre segue o tema da nacional, “Mais direitos, participação e poder para as mulheres” que foi dividido em quatro eixos: “Contribuição dos conselhos dos direitos da mulher e dos movimentos feministas e de mulheres para a efetivação da igualdade de direitos e oportunidades para as mulheres em sua diversidade e especificidades: avanços e desafios”; “Estruturas institucionais e políticas públicas desenvolvidas para as mulheres no âmbito municipal, estadual e federal: avanços e desafios”; “Sistema político com participação das mulheres e igualdade: recomendações”; e “Sistema Nacional de Políticas para as Mulheres: subsídios e recomendações”.

Nenhum comentário: