Rádio Web MJ

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Secretaria de Saúde realiza Campanha de Vacinação contra Pólio e Sarampo

A Secretaria Municipal de Saúde de Campo Alegre (Sesau) realiza, simultaneamente, no período de 05 a 28 deste mês de novembro, a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo. A campanha é nacional e tem como objetivo é manter o Brasil na condição de país certificado internacionalmente para a erradicação da poliomielite e resgatar menores de cinco anos ainda não vacinados e corrigir falha primária da vacinação contra o sarampo.

No caso da vacina contra a poliomielite, a meta é vacinar no mínimo 95% das crianças que estão na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade. Quanto à vacina contra o sarampo, a meta mínima de vacinação também corresponde a 95% das crianças campo-alegrenses com idade entre um a menores cinco anos.

Segundo a coordenadora de imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Andreza Matias, um grande mutirão será montado no sábado (8), quando acontece o “Dia D de vacinação” onde todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade de Campo Alegre estarão abertas das 8h às 17h, e ainda a vacinação acontecerá na feira-livre da cidade e do distrito de Luziápolis.

Doenças

A Poliomielite, conhecida também como paralisia infantil, é uma doença infecto contagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro clássico de paralisia dos membros inferiores. A transmissão ocorre por meio do poliovírus selvagem e pode se dar de pessoa a pessoa, por meio de contato fecal-oral, o que é crítico em situações onde as condições sanitárias e de higiene são inadequadas.

O sarampo é uma doença viral, aguda, grave, transmissível e de alta contagiosidade. É uma das principais causas de morte entre as crianças, apesar de haver uma vacina segura e de baixo custo. Este agravo apresenta sinais e sintomas que em geral são febre alta, exantema (uma erupção geralmente avermelhada que aparece na pele), coriza, tosse, olhos vermelhos e lacrimejantes, conjuntivite e pequenas manchas brancas no interior das bochechas. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente ao tossir, falar ou respirar.

Nenhum comentário: