Rádio Web MJ

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Escola Felizardo Souza Lima realizou o projeto de leitura e escrita “Lendo e escrevendo na Escola”

A Escola Municipal Felizardo Souza Lima realizou o projeto de Leitura e Escrita “Lendo e escrevendo na Escola”. A culminância do projeto aconteceu no ultimo dia 21 de Novembro no prédio da própria escola e contou com várias apresentações culturais baseadas em obras literárias estudadas durante o desenvolvimento do projeto.

O evento teve como objetivo estimular nos alunos um processo de leitura permanente para estarem continuamente atualizados frente aos desafios e perspectivas do mundo moderno/contemporâneo, ajudando-os a se tornarem leitores e escritores.

Com o propósito de formar alunos capazes de usar adequadamente a língua materna em suas modalidades escrita e oral, e refletir criticamente sobre o que lêem e escrevem, a Escola Felizardo Souza Lima, desenvolve o Projeto de Leitura “Lendo e Escrevendo na Escola”, trabalhando não apenas “leitura”, mas todas as leituras que apresentam no dia-a-dia a fim de que os alunos possam ver a leitura não como uma tarefa escolar, mas como um hábito cotidiano e prazeroso.

Vivemos numa cultura predominantemente escrita, num mundo permeado por diferentes objetos escritos, impressos ou virtuais, que exercem sobre nós uma constante interação através da ação leitora.

A todo instante nos deparamos com a linguagem escrita: em jornais, revistas, panfletos, cartazes, outdoors, placas de trânsito, e-mails, blogs, sites, redes sociais e outros; um mundo escrito que se põe diante de nossos olhos, nos caracterizando como verdadeiros leitores ambulantes e, agora, navegantes.

A escola é um ambiente privilegiado por garantir muito contato com os livros. Entretanto, habilitar-se como leitor depende não apenas das oportunidades de acesso que se venha a ter aos livros em sua diversidade e riqueza de quantidade, nem da exercitação e riqueza de quantidade, nem da exercitação de uma capacidade supostamente especial da interpretação de textos. Isso vai além. Passar a gostar ou a detestar a leitura, tem a ver com a qualidade das interações com aquele que intermédia os encontros com os textos e, também, com as situações em que as leituras ocorrem.

Diante disso o desafio é trabalhar com crianças do Ensino fundamental I o prazer da leitura e a sua contribuição na formação e desenvolvimento do ser humano. Ler para aprender é o que precisamos aprender, é formar uma representação própria do objeto da aprendizagem. Para uma boa leitura é necessário estímulo até que o leitor passe a despertar seus interesses e formar uma opinião própria do que ele tá abstraído.


Nenhum comentário: