Rádio Web MJ

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Campo Alegre FM, uma Rádio que nasceu em um Fundo de Quintal com muito orgulho

Os irmãos Renilton Silva e Naldinho Silva na antiga Campo Alegre FM
No ano de 2001, a história da comunicação no município de Campo Alegre começava a ter um novo rumo, pois em um prédio improvisado, vizinho a antiga casa de shows Aldeia, entrava no ar a Rádio Campo Alegre FM, muito pequena, de forma tímida, alcançando apenas parte da cidade, mas ali a voz dos campo-alegrenses começava a ser ouvida pelo rádio.

Alguns meses depois a nossa Rádio mudou de endereço, onde os empresários Zé Luiz e Elizete Almeida levaram a emissora para a Rua São José, vizinho a então Panificação Kidelícia. Ali na nossa Rádio entravam no ar pela primeira vez locutores que são lembrados e a maioria estão no Rádio até hoje como: Carlos Olodum, Messias Silva, Márcio José, Renilton Silva, Valter Oliveira, Coronel Catuaba, Ronaldo Cabral, JP, Edival Inácio, Cledval Freitas, Isael Santos, Jakson Silva, Veio Popó, Claudia, Laudicéia, entre outros. Alguns se profissionalizaram, e hoje ocupam posição de destaque na comunicação estadual.

Foram tempos muito difíceis, mas de muito aprendizado e superação, de boas histórias para contar, como a festa que realizamos no ano de 2004, quando a emissora fazia 03 anos no ar, colocamos atrações musicais e realizamos uma grande Gincana estudantil sucesso absoluto, um momento histórico.

Como muito amor à comunicação, todos os parceiros comunicadores sem salário, sem renda alguma apresentavam seus programas e faziam sucesso, pois o rádio era mais um fato novo em Campo Alegre.

Lembro-me da fala do professor Ednaldo Cavalcante, que também tem muita colaboração com a rádio, onde certa vez quando estávamos em transição para a modernidade ele disse: “Vocês foram aprovados no vestibular do rádio, quem passou pela antiga rádio está pronto para crescer”.

O tempo passou, veio à modernização, passou a Era Álvaro Guimarães que trouxe novas perspectivas para a emissora, e atualmente com a direção geral de Jorge Matias Junior, presidente da associação que pertence a Outorga, a emissora vem exercendo seu papel social perante a nossa sociedade.

Ataques

Nos últimos dias em redes sociais a emissora e seus comunicadores vem sofrendo alguns ataques de baixarias por parte o vereador Abelardo, que vem tratando a Rádio e os radialistas com total desrespeito aonde chegou a afirmar no intervalo de uma reunião no Cartório Eleitoral que “a rádio só tem maloqueiros”, que coisa feia vereador, esse mesmo parlamentar que muito já se utilizou da emissora no passado, teve até a participação em um programa em certa época. Assim como outro ex-integrante da mesma que como de costume fazendo uso de rede social com suas baixarias vem tratando a rádio e equipe com total desrespeito. Chamar a Rádio de Fundo de Quintal é fácil, difícil é superar todas as dificuldades que já passamos, sem salário, as vezes até tirando do próprio bolso para manter. pois como diz o ditado popular, "Só se atira pedras em árvores que dar frutos".

Nascemos em um Fundo de Quintal Sim, pois nunca se começa algo por cima, mas enquanto alguns teimam em querer denegrir a emissora, estamos colecionando premiações de reconhecimento popular pelo grande trabalho de comunicação social desenvolvido, como recentemente a premiação entregue pela Direcional pesquisas.

Nenhum comentário: