Rádio Web MJ

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Prefeita Pauline Pereira participou do lançamento do Projeto Cata Mais

A prefeita de Campo Alegre Pauline Pereira, participou na tarde desta quinta-feira (09), do lançamento do projeto estadual “Cata Mais”, no auditório do Palácio República dos Palmares. A ação é uma iniciativa da Secretaria Estadual do Trabalho e tem o objetivo fortalecer as organizações de economia solidária e incentivar a prática da coleta seletiva no Estado. O Secretário Municipal de Agricultura de Meio Ambiente Leonardo Monteiro também participou do evento.

Os problemas trazidos pela grande quantidade de lixões, vulnerabilidade dos catadores, altos índices de poluição ambiental, baixo aproveitamento dos resíduos sólidos, escassez de projetos para a categoria e responsabilidade legal, fomentando a Lei 12.305/2010, são os alvos do programa.

Em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego, o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria Estadual do Trabalho e Emprego (Sete) investiu mais de R$ 7,3 milhões e mais de 2.800 catadores serão capacitados e beneficiados pelo projeto. Cooperativas e associações, que tratam do lixo, receberão máquinas, equipamentos de proteção individual (EPI) e passarão por melhorias estruturais. Essas ações fomentam a implantação da política de resíduos sólidos, abrangendo todo estado.

De acordo com secretário da pasta, Rafael Brito, o projeto visa atender cerca de 2.800 catadores de resíduos em todo estado, capacitando-os para a formação de associações e cooperativas. O Cata Mais também vai atuar na captação dos catadores para que eles passem a ser ligados a associações ou cooperativas, permitindo assim melhores possibilidades de geração de renda para a categoria.

O governador Renan Filho lembrou que este será um ano importante para a política de Resíduos Sólidos e garantiu que a aprovação do Plano Estadual de Resíduos Sólidos pela Assembleia Legislativa deve acontecer até agosto.

Plano de ação

O primeiro passo do Programa Cata Mais será a identificação e cadastramento dos catadores. Posteriormente, uma assessoria será montada para formar e conscientizar seus integrantes sobre a importância da criação de associações e cooperativas. A expectativa é que técnicas de gerência sejam aplicadas e possibilitem que o número de empreendimentos voltados a esse setor sejam ampliados. As diretrizes do programa vão além da capacitação profissional. Ele visa a formação de agentes ambientes.


Nenhum comentário: