Rádio Web MJ

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Secretaria de saúde desenvolveu ações durante a semana de combate a hanseníase

Criado pelas Organizações das Nações Unidas (ONU), o Dia Mundial de Combate à Hanseníase é celebrado sempre no último domingo de janeiro.

As ações visam o diagnóstico e o controle da enfermidade e o objetivo é divulgar os sinais e sintomas, realizar buscas por pacientes sintomáticos e promover reuniões, caminhadas e palestras sobre o tema.
Para comemorar a data, a Secretaria Municipal de Saúde de Campo Alegre realizou no período de 24 a 31 de janeiro a Semana do Hanseniano, onde cada Unidade Básica de Saúde, realizou buscas por pacientes sintomáticos e promoveram reuniões e palestras sobre o tema, classificando o dia como ”dia da mancha”
De acordo com a Coordenadora da Vigilância Epidemiológica Andreza Leão, “As ações visam à detecção de casos novos, o diagnóstico e o controle da enfermidade, já que no município temos 02 casos de pacientes com hanseníase”.

A hanseníase é transmitida pelas vias respiratórias, a hanseníase atinge a pele e os nervos dos braços, mãos, pernas, pés, rosto, orelhas, olhos e nariz. O tempo entre o contágio e o aparecimento dos sintomas é longo e pode variar entre dois e dez anos – o agente responsável, o Bacilo de Hansen, tem capacidade de infectar grande número de pessoas, mas a maioria possui defesas.

Os principais sinais da doença são manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo, com diminuição ou perda da sensibilidade ao calor, à dor e ao tato. Composto por três tipos de antibióticos, o tratamento pode ser feito nas unidades básicas de saúde e varia de acordo com o tipo de infecção, podendo durar de seis a 24 meses.

Nenhum comentário: