Rádio Web MJ

domingo, 9 de março de 2014

Secretaria de Saúde inicia Campanha de vacinação contra HPV nesta segunda-feira

 
A Secretaria Municipal de Saúde de Campo Alegre através da coordenação de imunização em parceria com o Programa Nacional de Imunização (PNI), inicia, nesta segunda-feira (10), uma campanha de vacinação contra o Papilomavírus Humano (HPV).

A vacinação é destinada a meninas de 11 a 13 anos e será aplicada em todas as escolas públicas e privadas e nas unidades de saúde. Após o dia 10 de abril, a vacina estará disponível apenas nas unidades de saúde do município.

A vacina previne infecções dos tipos virais e consequentemente o câncer de colo de útero, reduzindo a carga da doença. O câncer de colo de útero apresenta forte potencial de prevenção e cura quando diagnosticado precocemente, por meio de consultas e realização de exames periódicos, como o Papanicolau. A vacina é quadrivalente, pois previne contra quatro tipos de HPV: o 16 e 18 (presentes em 70% dos casos de câncer de colo de útero) e o 6 e 11 (presentes em 90% dos casos de verrugas genitais).
 
A doença

O HPV, um condiloma acuminado, conhecido também como verruga genital, crista de galo, figueira ou cavalo de crista, é uma doença sexualmente transmissível (DST) causada pelo Papilomavírus humano (HPV). Atualmente, existem mais de 100 tipos de HPV, alguns deles podendo causar câncer.

O exame de prevenção do câncer ginecológico, o Papanicolau, pode detectar alterações precoces no colo do útero e deve ser feito rotineiramente por todas as mulheres. Não se conhece o tempo em que o HPV pode permanecer sem sintomas e quais são os fatores responsáveis pelo desenvolvimento de lesões. Por esse motivo, é recomendável procurar serviços de saúde para consultas periodicamente.

A principal forma de transmissão do vírus do HPV é pela via sexual. Para ocorrer o contágio, a pessoa infectada não precisa apresentar sintomas. Mas, quando a verruga é visível, o risco de transmissão é muito maior. O uso da camisinha durante a relação sexual geralmente impede a transmissão do HPV, que também pode ser transmitido para o bebê durante o parto.

A infecção pelo HPV normalmente causa verrugas de tamanhos variáveis. No homem, é mais comum na cabeça do pênis (glande) e na região do ânus. Na mulher, os sintomas mais comuns do HPV surgem na vagina, vulva, região do ânus e colo do útero. As lesões do HPV também podem aparecer na boca e na garganta. Na presença de qualquer sinal ou sintoma do HPV, é recomendado procurar um profissional de saúde para o diagnóstico correto e indicação do tratamento adequado.

Nenhum comentário: